‘‘DESEJO QUE O MUNDO TODO CONHEÇA MINHA MISERICÓRDIA.” – (Irmã Faustina - Diário, 687)

A imagem de Jesus Misericordioso é o único caso, na história das aparições, em que Jesus Cristo expressou o desejo de que fosse pintado um quadro com Sua imagem, dando origem ao culto da Divina Misericórdia. Ela é baseada nas visões da Irmã Faustina, e foi pintada conforme orientações recebidas por Jesus Cristo.
Faustina nasceu na Polônia, no dia 25 de agosto 1905. Naquela época, a Polônia estava sob o domínio russo e mesmo com todas as dificuldades, decidida a entrar para o convento, bateu em várias portas até ser acolhida na clausura do convento da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia, em Varsóvia. Após passar por provações físicas, morais e espirituais, Nosso Senhor Jesus Cristo começa a manifestar-Se à Irmã Faustina, de um modo particular, revelando de forma extraordinária a centralidade do mistério da misericórdia divina; ela descreve suas visões em seu diário: “Da túnica entreaberta sobre o peito saíam dois grandes raios, um vermelho e outro pálido. (...) Logo depois, Jesus me disse: Pinta uma Imagem de acordo com o modelo que estás vendo, com a inscrição: Jesus, eu confio em Vós. (...) Prometo que a alma que venerar essa imagem não perecerá. Que nenhuma alma tenha medo de se aproximar de Mim (...). A minha Misericórdia é muito grande. Quando a alma vê e reconhece a gravidade dos seus pecados, quando se desvenda diante dos seus olhos todo o abismo da miséria em que mergulhou, que não desespere, mas se lance com confiança nos braços da minha Misericórdia, como uma criança nos braços da mãe querida”.
Jesus disse à Irmã Faustina: “Às três horas da tarde implora à Minha Misericórdia, especialmente pelos pecadores, e, ao menos por um breve tempo, reflete sobre a Minha Paixão, especialmente sobre o abandono em que Me encontrei no momento da agonia. Esta é a hora de grande Misericórdia para o mundo inteiro. (...) Nessa hora, nada negarei à alma que Me pedir em nome da Minha Paixão.”. No ano de sua morte, 1938, Nosso Senhor completou suas instruções à Irmã Faustina sobre a hora da misericórdia: ”Lembro-te, Minha filha, que todas ás vezes que ouvires o bater do relógio, às três horas da tarde, deves mergulhar toda na Minha misericórdia, adorando-a e glorificando-a. Invoca a sua onipotência em favor do mundo inteiro e especialmente dos pobres pecadores, porque nesse momento ela está largamente aberta para toda alma. (...) Nessa hora o mundo recebeu uma grande graça: A MISERICÓRDIA VENCEU A JUSTIÇA” (Diário 1572).
A imagem original encontra-se no Santuário da Misericórdia Divina, em Vilnius. Os quadros dedicados à Divina Misericórdia, hoje, são numerosos, mas nem todos são bem recebidos; porém, Santa Faustina já tivera a garantia de Jesus: “O valor da Imagem não está na beleza da tinta nem na habilidade do pintor, mas na Minha graça.” (Diário de Santa Faustina nº 313)
Conforme o diário, Jesus exigiu várias vezes que essa imagem fosse acessível a todos: “Por meio dessa imagem concederei muitas graças às almas; que toda alma tenha, por isso, acesso a ela.” (Diário, 570). Isso confirma que Jesus Cristo aceitou a imagem pintada no quadro, santificando-a com a Sua presença. “Os dois raios (na imagem) representam o Sangue e a Água: o raio branco significa a Água que justifica as almas; o raio vermelho significa o Sangue que é a vida das almas. Ambos os raios jorram das entranhas da minha misericórdia (...).” (Diário, 299). O diário também nos revela uma invocação para ser feita todos os dias, às três horas da tarde: "Ó Sangue e Água que jorrastes do Coração de Jesus como fonte de Misericórdia para nós, eu confio em Vós." (Diário no. 187).

SÃO MIGUEL ARCANJO - “QUE TUA ESPADA DE LUZ SEJA MINHA GUIA E TEU ESCUDO PROTETOR MINHA MORADA.”

O nome Miguel tem a sua origem nas palavras hebraicas – Mikha El – e vem sendo traduzido como: Aquele Semelhante a Deus. São Miguel é o mais conhecido e invocado dentre todos os Anjos e Arcanjos que cuidam do destino e da evolução da humanidade. Miguel é reconhecido pelas três grandes tradições sagradas do ocidente: a judaica, a católica e a islâmica. O Arcanjo Miguel é conhecido como o Arcanjo que nos protege de todo o mal, que nos defende do ataque das forças negras, dos seres de baixo astral e de todos os perigos que possamos enfrentar, nos purificando e transmutando o mal em bem. Nas passagens bíblicas, temos a informação sobre a grande luta entre as Forças do Bem e as Forças do Mal. Desta guerra, a primeira batalha foi ganha pelo Arcanjo Miguel ao expulsar as Forças Maléficas dos campos celestiais. Perseguidos pelo exército de Miguel, as forças das trevas juntamente com seus seguidores, refugiaram-se nos planos físico e astral do planeta Terra, onde até hoje atuam, buscando aumentar suas forças, atraindo os seres humanos para o seu lado, através de sentimentos como ódio, vingança, egoísmo, ganância, e também através de ações maldosas como matar, roubar, destruir, escravizar entre outras. Como os planos físico e astral estão sob a influência da Lei do Livre Arbítrio, São Miguel Arcanjo e suas legiões de Anjos estão impedidos de agir livremente; necessitam da autorização dos seres humanos para cortar, de uma vez por todas, esta nossa sintonia com a negatividade. Portanto temos São Miguel Arcanjo conduzindo a humanidade a um processo gradual de desenvolvimento da Sabedoria Divina, providenciando a purificação da aura do planeta e da humanidade, fazendo a limpeza dos canais que nos possibilitam o restabelecimento permanente do contato com as energias divinas. Miguel traz a verdadeira presença da luz divina para o nosso planeta. Dos sete poderosos Arcanjos mensageiros de Deus, São Miguel Arcanjo é o mais conhecido, venerado e amado pela humanidade. É aquele que por amor, permanecerá enquanto for necessário, protegendo e amparando cada um dos seres humanos. Conta uma lenda antiga que, “nos campos do Senhor, o jardim mais bonito e mais perfeito era o jardim da Terra. Este jardim era habitado por seres altamente evoluídos, amorosos e perfeitos. Tudo o que ali se plantava, germinava e florescia com perfeição; quer fosse plantado no seio do reino da natureza ou no reino dos seres espirituais. Um certo dia, o Grande Conselho dos Seres de Luz, que dirigia os destinos do Universo, convocou para uma reunião todos os Arcanjos responsáveis pelos campos do Senhor. Dentre eles, o Arcanjo Miguel, responsável pela Terra e muitos outros jardins divinos.
O assunto geral da reunião era buscar uma solução para um grupo de seres que ainda não haviam atingido a consciência crística; seres que haviam desenvolvido dentro de si o gérmen da dúvida, da busca do poder e que estavam cada vez mais se distanciando das leis universais. A solução aprovada, por ser a mais positiva, foi a apresentada pelo Arcanjo Miguel; pois, considerando o grau de evolução dos seres do planeta Terra, todas as conquistas positivas que já haviam obtido, não havia dúvidas que seriam uma boa influência para as energias mau-qualificadas daqueles seres em desenvolvimento. Assim foi feito, os seres não evoluídos obtiveram permissão para nascerem e se desenvolverem juntamente com os seres evoluídos da Terra. Sob a orientação de Miguel, tudo era feito dentro da mais divina harmonia. Houveram problemas de adaptação, nada porém que não pudesse ser contornado. Após algum tempo, como todo o plano seguia os desígnios da Divina Providência, o Arcanjo Miguel afastou-se por um tempo da Terra para cuidar de outros afazeres universais. Certo dia, Miguel subitamente recebeu um comunicado: A energia do planeta Terra entrara em alto nível de degradação; seu desequilíbrio estava pondo em risco a harmonia universal. Rapidamente Miguel retornou ao seu jardim paradisíaco e, para sua tristeza, encontrou-o num estado lamentável. Seus queridos irmãos de luz haviam sido contaminados pela maldade dos visitantes, não conseguiam mais fazer brilhar a sua luz interna e o planeta estava encoberto por uma grossa camada de negatividade, o que estava tornando os seres cada vez mais grosseiros e maldosos. Imediatamente o Arcanjo Miguel desembainhou sua espada luminosa e invencível e traçou ao redor de nosso planeta um círculo de isolamento, impedindo que o vírus da maldade atraísse para o planeta a escória do Universo e, ao mesmo tempo, impedisse que este vírus se espalhasse pelo Cosmo contaminando outros sistemas. A partir daquele momento, por sentir-se responsável pelo destino daqueles milhões de seres que, involuntariamente haviam sido contaminados pelo câncer da maldade e da negatividade, Miguel, o Guardião da Luz, renunciou todas as suas outras responsabilidades cósmicas e firmou o seu compromisso de conduzir toda aquela legião de seres de volta à Luz Maior. Comprometeu-se perante o criador, a lutar para que haja o restabelecimento da Luz e o Equilíbrio no planeta Terra e a permanecer junto aos seres humanos até que o último de seus irmãos fosse resgatado das garras do dragão da maldade.”
São Miguel e suas legiões de Anjos estão aqui, prontos para nos auxiliar em todos os momentos de nossas vidas e nos defender de toda a negatividade. Então por que sentir-se sozinho, abandonado se há um exército celeste pronto para te guardar? Chame por São Miguel Arcanjo, sinta tua presença, ele está somente esperando sua permissão para agir a seu favor. Seu nome é um grito de batalha e é invocado para coragem, forte defesa e proteção Divina. (Ensinamentos de Moacir Martins.)
Invocação: “Amado Arcanjo Miguel chefe e príncipe dos exércitos celestes, Guardião das almas, meu guia e protetor após o Cristo; Com amor e fé, peço vossa defesa e proteção, defendei-me de todo o mal; Iluminai meu caminho, fortalecei o meu ânimo e aumentai a minha fé. Auxilia-me, Arcanjo Miguel a irradiar cada vez mais Amor, Luz e Paz a todos os seres. Amém.”

ARCANJO RAFAEL - ‘‘MEDICINA DE DEUS’’

Do hebraico Rafha, curar; El, Deus. Seu nome significa Deus Curou, Curador Divino, “Medicina de Deus”. O Arcanjo Rafael é responsável pelas atividades dos Anjos ligados ao Coro das Virtudes. Está encarregado de curar a terra. Sua função é manter o equilíbrio de todas as coisas e auxiliar a promover a cura dos seres humanos nos níveis físico, emocional, mental e espiritual. As doenças físicas surgem quando precisamos tratar doenças espirituais. A dor nos alerta sobre algo que não está funcionando bem ou quando existe algo que necessita nossa atenção. Precisamos libertar e curar tudo que se encontra no âmago do nosso ser, inclusive em nossa árvore genealógica, e quebrar a cadeia de dor e sofrimento para então encontrar a verdadeira cura. Rafael pode auxiliar-nos nessa busca. Pleno de misericórdia, o Arcanjo Rafael dirige raios espirituais de Luz para hospitais, institutos e lares onde esses raios curativos são necessários. Rafael representa o esplendor do Criador em sua criação, derramando bênçãos para que haja a verdadeira perfeição e harmonia no mundo. A energia desse arcanjo é transformadora; ela cura a alma do desespero e da depressão, preenchendo o espaço com amor próprio e virtudes. Cuida também dos peregrinos em peregrinação rumo a Deus. As cores desse Arcanjo são todas as cores do azul a verdes suaves. A hora do dia é o amanhecer. O amanhecer e o pôr-do-sol são ocasiões solenes. Os Anjos da Manhã adicionam às radiações do Sol correntes de cura que só eles são capazes de transmitir. Neste momento, elevem as vibrações e recebam os raios de cura dirigidos. Através de nossa visão interior, um nascer do sol torna-se um evento inesquecível. Pela manhã o mundo etérico agita-se de atividade na preparação para o amanhecer. Segue-se então um silêncio de adoração e se instala uma corrente de reverência para com Deus. É perceptível, quase todos nós sentimos interiormente que algo maravilhoso está ocorrendo à nossa volta quando o céu se torna uma aquarela de cores resplandecentes. Antes do romper do dia, o momento se repete. Rafael também é encarregado de levar a verdade aqueles que sofrem, e poderá iluminar seu caminho quando você estiver com problemas relacionados à honestidade, criatividade, educação, integralidade, caráter ou harmonia. É reconhecido pelas três grandes tradições sagradas do ocidente: a judaica, a católica e a islâmica. A Bíblia cita o Arcanjo Rafael, no Antigo Testamento, no Livro de Tobias (Tb 12,15) "Eu sou Rafael, um dos sete santos anjos que assistem e têm acesso à majestade do Senhor". Na imagem, esculpida pelos católicos, o arcanjo está diante de Tobias segurando um peixe (símbolo principal desse arcanjo). Rafael também é figura proeminente nos costumes do Judaísmo, ele é um dos três anjos que visitaram Abraão antes da destruição de Sodoma e Gomorra. E é citado também no Corão como o anjo responsável por sinalizar a vinda do juízo final soprando a corneta e enviando o "Sopro da Verdade". Solicite o seu auxílio e permita-o curar tuas feridas e teu coração. Invocação:
“ARCANJO RAFAEL, rodeai-me e envolvei-me com os teus Anjos da Divina Cura. Arcanjo da Cura Divina, desejo que a tua luz penetre, aqui e agora, no meu corpo físico, mental, emocional e espiritual.”

ARCANJO GABRIEL

São Gabriel é o guardião do Plano Imaculado, ele guarda consigo todo o nosso plano evolutivo. A ascensão é parte de um processo constante. Cabe a ele, auxiliar o homem cumprir sua missão espiritual. O Arcanjo Gabriel distribui luz e energias de purificação.
O nome Gabriel em hebraico escreve-se Gebher El. A palavra Gebher em português significa “humanidade” e El corresponde a palavra “Deus”. Portanto, a energia divina representada pelo nome Gabriel simboliza a ação de Deus junto aos homens. A imagem de Gabriel é representada de várias maneiras; geralmente os artistas procuram esculpir ou desenhar a imagem do Arcanjo trazendo nas mãos um lírio, um ramo de oliveira ou uma tocha, simbolizando respectivamente algumas das virtudes transmitidas por Gabriel: paz, boas notícias e iluminação. Outra forma ainda é Gabriel com a trombeta, simbolizando o Arcanjo da anunciação, que procura transmitir a voz de Deus para a humanidade.
São Gabriel tem muitos anjos sob sua influência, com os quais podemos sintonizar para receber orientação e mensagens quanto ao papel que desempenhamos na nossa vida em relação ao plano divino. Ele coordena, por exemplo, as atividades dos Anjos da Guarda, Anjos do Perdão, Anjos do Amor, Anjos da Verdade, Anjos da Alegria, Anjos da Fé, Anjos da Paz, Anjos da Prosperidade entre muitos outros.
Gabriel e seus Anjos agem como construtores de uma ponte energética que possibilita ao homem iniciar a sua caminhada rumo aos planos de energias superiores. Muitos Anjos sob o comando do Arcanjo Gabriel buscam conduzir a humanidade para a reprodução da mais perfeita expressão da vontade divina nas suas mais diversas formas de expressão: pintura, arte, literatura, escultura, decoração, poesia, cinema, música, entre outras.
Os anjos da Criatividade, da Inspiração, da Harmonia, da Beleza, das Artes, também trabalham sob as ordens do Arcanjo Gabriel. Eles irradiam aos homens idéias ou sentimentos elevados que, quando expressados através de uma obra no plano físico, tenham a qualidade de transportar todos aqueles que estiverem em contato com aquela obra a um nível mais elevado de consciência e percepção.
Gabriel é o arcanjo que incentiva os seres humanos a buscar sempre uma mudança para melhor. É conhecido e reverenciado em quase todas as tradições religiosas.